sábado, 21 de novembro de 2015

O amor que te leva onde julgavas impossível

Com as minhas constantes histórias e aventuras fotográficas, a F. e o H. ficaram com ideias embrenhadas na cabeça. Para minha sorte, essas ideias eram de natureza fotográfica — o tipo que eu mais gosto! Surgiu uma vontade de capturar momentos e eu não podia estar mais disposto a satisfazê-la. Assim foi simples o decorrer de acontecimentos que levou às imagens que apresento em baixo.
Foi a minha primeira sessão de casal e eu queria sair-me bem. As pessoas envolvidas são importantes. O H. levou-nos até um lugar que ele bem conhece, mas era estranho para mim e para a F. Após passar um portão mal fechado e ignorar um aviso para não entrar, explorei o local e comecei a dar asas às ideias. Com sorte, não demoraram muito a surgir e o resultado podem comprovar na íntegra aqui.