quarta-feira, 18 de março de 2015

Dias de nevoeiro e florestas de orvalho

Esta foi uma sessão que estava planeada e foi adiada à última da hora. Ainda bem! O dia seguinte acordou-nos com um nevoeiro da qual já não havia memória e eu achei que não podia pedir melhores condições para fotografar. Fiquei super entusiasmado por finalmente poder fotografar a Mata da Penoita nestas condições, que a tornam mágica. A minha modelo, por sua vez, ficou de pé atrás e pensou em desistir. Felizmente, consegui convencê-la a continuar.
Fomos ao início da tarde até àquele lugar remoto, entre curva e contra-curva. Ao chegar, apenas o vazio e silêncio da floresta nos aguardavam. O piso estava povoado de folhas ensopadas em chuva da noite anterior e o orvalho enfeitava a restante vegetação como enfeites de Natal. Fiquei verdadeiramente encantado com o cenário que nos acolheu.
A aventura começou de imediato, sem grande direcção. A início, I. estava um pouco tensa, mas lá conseguiu relaxar e a sessão melhorou significativamente. Tenho de agradecer imenso à minha assistente A. I., sem a qual estas fotografias não teriam metade da sua qualidade. Uma tarde divertida e que nos trouxe frutos fantásticos de um trabalho bem feito. Espero que gostem da sessão que podem ver na íntegra aqui.