quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Hugo

No outro dia, fomos passar uns dias à praia, convidados a ficar num décimo-terceiro andar com vista para o mar. Só a descrição parece boa, eu sei, mas ao vivo é ainda melhor. A verdade, é que demorávamos mais tempo a atravessar a areia para chegar ao oceano do que da porta de casa à entrada da praia.
Entre os inquilinos daquele cubículo próximo do céu, estava o pequeno H. Andava um pouco aborrecido e eu percebo. Não é fácil aturar só mulheres! Até eu pensei que me ia aborrecer, mas foi exactamente o oposto. Tentámos jogar com as raquetes - e digo tentámos, porque nenhum de nós sabia - e a bola de volley. Entretanto, o dia transformava-se em noite e o céu azul adquiria a efémera tonalidade laranja. Claro que houve sempre tempo para umas fotografias, que podem ser vistas aqui.