sábado, 17 de agosto de 2013

As bodas de prata dos meus pais

Foram 25 anos de discussões, dores de cabeça e dissabores mais ou menos constantes. Não se pouparam ao trabalho, pois quase simultaneamente eu completei 24 anos e durante todos esses anos me aturaram. Ao longo dos últimos 21 anos aguentaram as birras de duas pessoas chatas, mesquinhas, egoístas, mimadas, lambonas e até me custa falar disso. Sim, estou a falar de mim e da minha irmã.
Hoje em dia, o divórcio está sempre mesmo ao virar da esquina e, contra todas as probabilidades, ainda há quem aguente 25 anos de casamento. Os meus pais completaram assim as suas bodas de prata e eu quis fotografá-los juntos, para a posteridade. Compraram as novas alianças e eu espero estar cá para os fotografar nas bodas de ouro. Podia, agora, começar a divagar sobre porque subsistem ou não os casamentos, mas penso que é bem melhor verificar as fotografias aqui.